Tião Nascimento

"Por que a poesia é  o canto da alma"

Textos

MENININHA
MENININHA

Lembro de você, menininha,
Cheia de medos, preconceitos,
E, ansiosa, compunha enredos
Do amanha imaginário.

E se lambuzava dos desejos
Que lhe sufocavam
E  lhe sacudiam os peitos.
A vontade louca do querer.

E, de menininha a mulher,
de repente, atraente,
O encanto de pureza e da beleza

Se convergiu  ao seu corpo
E o envolveu .E louco
Matizou-o  como o despertar da natureza.
TiaoNascimento
Enviado por TiaoNascimento em 04/04/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras