Tião Nascimento

"Por que a poesia é  o canto da alma"

Textos

O AMOR É CEGO

(dedicado a Psique)

Enquanto  eu a forjava em fogo ardente
Acreditando a deusa da minha vida,
O mal se transformando em gente
No ato cego de uma atitude despida,

Já se formava  em seu peito nobre
A lâmina de corte profundo e mortal
Que daria formas as mentiras e falsidades
Com  gumes afiados para alimentar  o mal.

E quando recebeu o sopro da vida
Levantou-se contra o seu criador
E encheu- me o corpo de feridas.

E me amou e me traiu por todo tempo
E na alma apaixonada  colocou a dor
Tentando  enganar  oferecendo momentos.

TiaoNascimento
Enviado por TiaoNascimento em 27/07/2016


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras