Tião Nascimento

"Por que a poesia é  o canto da alma"

Textos

INCONTIDO AMOR
INCONTIDO AMOR

Caminhamos com o tempo
Nas suas sinuosidades
Sem pressa, sem esforço
E alcançamos a plenitude
Desse amor.

Ocupamos espaços
Desatamos laços
Quebramos grilhões conservadores.
Provocamos dores
Em outros amores.

Molhamos os  beijos
Na fonte da alma
Que se insinua
nas saliências dos soluços
Ora em pausas leves, ora brusco.

Incontido amor
Que apesar da dor
Da inconstancia  do abrigo
Insiste em amar
Entre lágrimas e  sorrisos.

TiaoNascimento
Enviado por TiaoNascimento em 13/06/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras